Grottaferrata

Pequena e elegante, a história dela está ligada indissoluvelmente à famosa Abadia de São Nilo e à histórica Feira de origem medieval

grottaferrata

Antigamente era extensão de vinhedos e campos cultivados, hoje Grottaferrata é um dos lugares residenciais e de veraneio mais elegantes e frequentados de Castelli Romani (Castelos Romanos). A pequena localidade é conhecida principalmente pela presença no território da Abadia de São Nilo, à volta do qual o centro urbano desenvolveu-se ao longo dos séculos e que constitui ainda hoje o principal atrativo. A Abadia aloja religiosos basilianos que praticam o rito bizantino, próprio da Igreja de Costantinopla. O mosteiro fundou-se aproximadamente 50 anos antes do Cisma do Oriente e depois disso o cenóbio manteve-se fiel à Igreja de Roma, portanto os católicos podem participar ao rito bizantino que se celebra na Abadia de São Nilo e aproximar-se aos sacramentos.

Grottaferrata também é famosa pela histórica Feira Nacional, que tem lugar todos os anos no começo da Primavera desde o século XI, ou seja, na época em que numerosos peregrinos e comerciantes começaram a chegar periodicamente à Abadia.

Junto com o centro urbano são dignas de nota pelo ótimo estado de conservação as Catacumbas ad Decidum e também as ruínas da antiga cidade de Tusculum, destruída em 1191, à qual pertencia o território da atual Grottaferrata.