Albano Laziale

A cidade que foi a antiga Alba Longa e que depois foi escolhida por Septímio Severo para instalar aqui a sua fiel Legio II Parthica, hoje é um vivo centro turístico e cultural

albano

A localidade de Albano, cuja história tem origens muito antigas, surge colocada na margem do lago que tem o mesmo nome e merece uma visita atenta pelos numerosos testemunhos arqueológicos e arquitetónicos, que começam no Latinium Vetus, passando pela Roma republicana e imperial e chegando até ao Renascimento. Numerosos destes testemunhos estão expostos no Museu Municipal de Palácio Ferrajoli.

A estrutura urbanística do atual centro histórico segue em parte as vias do antigo castrum romano (acampamento da Segunda Legião Pártica Severiana, de planta rigidamente retangular) do qual são ainda visíveis parte dos muros, com os importantes restos da Porta Pretória.

As Termas, o Anfiteatro e as Cisternas constituem os principais testemunhos das estruturas públicas postas a disposição dos legionários e das famílias deles.

Para além dos achados arqueológicos, Albano oferece notáveis atrativos também pela beleza do paisagem circundante e pelo rico património enogastronómico, que o converteram em destino dum turismo apaixonado desde a época do Grand Tour, quando literatos e pintores a celebraram e a amaram.